Sedeme ajuda a desenvolver Castanhal

Na quinta-feira passada (25), a Comissão de Incentivos do governo do Estado aprovou redução de impostos para implantação de mais duas novas indústrias de açaí em Castanhal. Elas se juntam a outras três indústrias de açaí já implantadas naquele município, também com incentivos do governo do Estado, gerando emprego e renda de forma permanente no nordeste paraense (veja quadro abaixo).

Estas informações foram repassadas nesta terça-feira (30) à Secretária de Desenvolvimento de Castanhal, Fátima Mariano, em reunião na Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), pelo secretário Adnan Demachki.

O titular da Sedeme explicou que o açaí é uma das 14 cadeias produtivas impulsionadas no âmbito do Pará 2030, programa de desenvolvimento que visa à verticalização da produção em bases sustentáveis e enfeixa ações de logística, incentivos fiscais e simplificação de licenças ambientais, entre outras.

Adnan Demachki explicou que o açaí se destaca como cadeia produtiva pela matéria-prima abundante, pelo grande potencial econômico (local e em outros estados e países) e também por permitir o desenvolvimento de municípios com baixo progresso social.

A secretária Fátima Mariano agradeceu as ações para o desenvolvimento de Castanhal e anunciou a organização de uma cooperativa, naquele município, para a geração de energia fotovoltaica, ação incentivada pela Sedeme em todo o Estado, a partir da expertise gerada em Belém, que inaugura em março, no estacionamento no Hangar, o maior sistema desse tipo de energia em estacionamentos de todo o Brasil.

A Sedeme assegurou o apoio para o empreendimento.

DISTRITO INDUSTRIAL

Outra obra importante para o desenvolvimento de Castanhal e região é a construção do Distrito Industrial, cujo Protocolo de Intenções foi assinado em maio passado entre o secretário Adnan Demachki, o então presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico do Pará (Codec), Olavo das Neves, e o prefeito de Castanhal, Pedro da Mota Filho.

A Codec, vinculada à Sedeme, responsável pela gestão do Distrito, informou que a área já foi doada pela Prefeitura (fica a sete quilômetros da sede do município, entre Castanhal e Inhangapi) e que o projeto, neste momento, está na fase de registro em cartório. Também o licenciamento ambiental já está em processo para, em seguida, chegar ao Projeto Executivo e construção.

Também participaram da reunião o secretário de Habitação de Castanhal, Edir Pereira Marques; o coordenador Administrativo Evandro Portela; a primeira dama daquele município, Rosângela Mota; e o diretor de Indústria da Sedeme, Sérgio Menezes.

A comitiva do Município Modelo trouxe à Sedeme vários produtos de limpeza industrializados por pequenas empresas, e também peças do artesanato local.